Equilibrista de Fio Tênue

Pintura: Sr. do Vale
2,50m x 1,50m

Detalhe

Detalhe


Eu acho que ela vai cair no rio,
e vai subir a queda de água,
e vai atravessar as cavernas donde brota a água fria
e vai conhecer outros mundos,
outras luzes, outros reflexos,
esquecer as sombras
e aquecer os ombros:
há-de haver algum abraço à sua espera.
___________________________________________

Viagem final
O grito corta a noite
atravessa a ponte da vida
alcança a faixa da morte
abismo negro sem fim
lançado dessa forma flutuaum
frio corta a face
gosto amargo seca a boca
resseca os lábios que entreabertos
quase tiram o ar é uma viagem a absurdo
lembranças, fatos, imagens,
tudo seco sem emoção
as mãos abertas esbofeteiam o vento
as pernas desconexas soltas parecem não compor o todo
que apenas sente,
ressente
e entende como ainda vida
o grito segue abismo abaixo
sem ter quemo ouça
porque salvar-se não deseja mais...
Meus Reflexos Contos Textos Frases e Afins
___________________________________________
Nem sóbrio, nem equilibrista
De repente, a enchente vem
e ele pende para o lado onde
poderá se atracar.
A onda toda de tormenta
turva-lhe a fronte.
É quase abismo
mas há vontade de surgir.
A platéia apática assiste
à sua saga demorada
de saber se fica
ou se vai na revoadadas aves que não fazem verão......
.
Outro repente, nem menos nem mais
leva-o a derradeiro transe:
agora ele é fera
buscando incessante
qualquer presa mais frágil.
O corpo se abre à luxúria
- a mente reclusa
-não há razão
há instinto, há faro.
Nesse momento
antes que a corda bamba
decline para o outro lado
ele se prepara para o ataque
até chegar a hora
em que se transmute de novo
num equilibrista de araque.

11 comentários:

Meus Reflexos Contos Textos Frases e Afins disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Reflexo d Alma disse...

" Viver é saltar no ápice"

Pois então Sr...
sabe que em cada obra
ha um universo unico,
porem tão amplo que tira as palavras,
o folego, o sono.
Incrivel que não tirar a calma
que me vai na alma, apesar da explosão de formas,cores e nuances...
Sou inteiramente apaixonada por tudo que permita um mergulho
na alma, na mente ...
sua obra me lembra uma frse de Edson Marques um escritor que amo
ele diz algo perto de
" Viver é saltar no ápice"
Imaginr Sr , essa salto pra dentro da gente?

Amo tudo aqui.
Bjins entre sonhos e delírios

8 de janeiro de 2010 20:06

lenor disse...

Eu acho que ela vai cair no rio,
e vai subir a queda de água,
e vai atravessar as cavernas
donde brota a água fria
e vai conhecer outros mundos,
outras luzes, outros reflexos,
esquecer as sombras
e aquecer os ombros:
há-de haver algum abraço à sua espera.

Meus Reflexos Contos Textos Frases e Afins disse...

Lindo fianl semana Sr!!!!

Viagem final

O grito corta a noite
atravessa a ponte da vida
alcança a faixa da morte
abismo negro sem fim
lançado dessa forma flutua
um frio corta a face
gosto amargo seca a boca
resseca os lábios que entreabertos
quase tiram o ar
é uma viagem a absurdo
lembranças, fatos, imagens,
tudo seco sem emoção
as mãos abertas esbofeteiam o vento
as pernas desconexas
soltas parecem não compor o todo
que apenas sente,
ressente
e entende
como ainda vida
o grito segue
abismo abaixo
sem ter quem
o ouça
porque salvar-se
não deseja
mais...
Reflexo d’ Alma

Bjins entre delírios e encantos

Lara Amaral disse...

Nem sóbrio, nem equilibrista

De repente, a enchente vem
e ele pende para o lado onde
poderá se atracar.
A onda toda de tormenta
turva-lhe a fronte.
É quase abismo
mas há vontade de surgir.
A platéia apática assiste
à sua saga demorada
de saber se fica
ou se vai na revoada
das aves que não fazem verão...

...Outro repente, nem menos nem mais
leva-o a derradeiro transe:
agora ele é fera
buscando incessante
qualquer presa mais frágil.
O corpo se abre à luxúria
- a mente reclusa -
não há razão
há instinto, há faro.
Nesse momento
antes que a corda bamba
decline para o outro lado
ele se prepara para o ataque
até chegar a hora
em que se transmute de novo
num equilibrista de araque.

LARAMARAL - 09/01/2010

renata carneiro disse...

equilibrar na linha tênue é sinônimo de vida, né isso?

que bom que achou meu canto. volte sempre mais.

p.s: suas pinturas são ótimas!

beijos.

JADY*ALVES disse...

Vim matar a saudade, aliás estou contantemente por aqui, continuas inspirado, continuas me deslumbrando com tuas lindas e quentes pinturas.
Nos fazendo dar uma pausa pra reflexão, porque na verdade você não apenas pinta, você nos faz refletir, e tuas pinturas nos diz muita coisa se soubermos decifrá-las, basta estarmos atentos e com um olhar mais profundo adentrarmos no teu mundo pois em cada partícula tudo faz sentido...!
Parabéns meu amigo.
Eu não poderia adentrar em tua casa e não deixar aqui os meus sinceros desejos de um 2010 de sucesso com teus trabalhos expostos e sendo conhecidos mundo afora pra deslumbre de tantos olhares.
Abraços e carinhos da Jady pra tí.

Genny Xavier disse...

Sr. do Vale,
É sempre um prazer aos olhos visitar teu blog para admirar tuas pinturas repletas de vibração e cores, mistérios e profundidades...
"Equilibrista de fio tênue" me fez lembrar os versos da canção do João Bosco e do Aldir Blanc: "(...) Mas sei, que uma dor/ Assim pungente/ Não há de ser inutilmente/ A esperança.../ Dança na corda bamba/ De sombrinha/ E em cada passo/ Dessa linha/ Pode se machucar.../ Asas! A esperança equilibrista/ Sabe que o show/ De todo artista/ Tem que continuar...".
Pois bem, meu caro Sr., espero que o show das imagens que você cria continue sempre, nesta vida em que a gente se equilibra, a encantar nossos olhos.
Beijos. Apareça no "Baú" ou faça contato.
Genny

M.PAUMARCH disse...

Hola, amic. Com deia també a en Kenneth, fa temps que no entro als blocs dels amics. He tingut molta feina. Veig que, cada cop més, fas una pintura més impactant, molt plena de color i de detalls.
Parabéns.

Salut... i una abraçada.

Reflexo d Alma disse...

Saudades de tuas telas...
sempre veho aqui
e fico
e fico...
é tão bom.
Bjins entre sonhos e deírios

Fred Benning disse...

Viagem total teu blog, cumpade!

Abraço