Sombra e Luz

Pintura: Sr. do Vale
2,50m x 1,50m


Lua de maré
Que atraí como imã
Magnetiza, hipnotiza
Foi caminho prá navegar
Foi tempo de procriar
Lua que o vento leva
Que o meu eixo é teu cuidar
Lua sem ar
Lua muda
Lua sem ondas Lua surda
Nenhum som possa soprar
Lua que ilumina
E com tua luz a vida germina
Lua que reflete vida prá terra espelhada na água
Lua que sonha em ser terra
Lua viva
Lua morta.
Os lados dos lados que a lua tem.
_____________________________

Quem dera
descalço
sentir a fonte
os seixos
e as marés
quem dera
que meu rosto
fosse espelho
juro
que nessa terra
eu naufragava
pra sentir
o beijo
dessa imensidão
ao meus pés...!
(utopia das palavras)
tossan
_____________________________

Não gosto do escuro
não gosto.
Não há divisas
não capto os contornos
e eu sou esteta
sofro com as deformidades involuntárias.
.
Estamos no oco
em segundo plano.
Somos coadjuvantes da idéia
focado está o azul rasgado
e eu sou ciumenta
sofro tanto quando não brilho.
.
Habitamos o profundo
estamos protegidos
ficamos escondidos
exposta está a cor esparramada
e eu sou poeta
enxergo a dor mesmo no escuro.
_____________________________

Sombra e luz
esconde e revela
ora o drama
por vezes a face serena
dialética trama barroca
às vezes lúcida, às vezes louca.

7 comentários:

lenor disse...

São os fantasmas que há em cada gota de água?
Olá!
:)

Selena Sartorelo disse...

Olá meu amigo, linda imagem e quando a vi lá no particulas comecei a escrever, mas guardei
e hoje te mostro coisas que pensei.
Porém não considere, pois não terminei.

Esses dias pensei ter ouvido
que a lua circunda em volta da terra sempre mostrando o mesmo lado...Se isso for verdade apenas nós enxergamos sua luz. E que, de tempos em tempos por tanta volta que a lua dá, ela vai ficando mais distante de nós.

Lua de maré
Que atraí como imã
Magnetiza, hipnotiza
Foi caminho prá navegar
Foi tempo de procriar
Lua que o vento leva
Que o meu eixo é teu cuidar
Lua sem ar
Lua muda
Lua sem ondas
Lua surda
Nenhum som
possa soprar
Lua que ilumina
E com tua luz
a vida germina
Lua que reflete
vida prá terra
espelhada na água
Lua que sonha
em ser terra
Lua viva
Lua morta.
Os lados dos lados que a lua tem.

Beijos, e saíba que se não desse algum sinal ia-lhe puxar a orelha viu! Brincadeira mas sabe que é muito querido e teus amigos cuidam e prezam essa amizade de sentimento tão sincero.

Mя Đo™ јuŝт ғøя ғци disse...

muito bonito

tossan disse...

Belo argumento azul!!! Abraço

Quem dera
descalço
sentir a fonte
os seixos
e as marés
quem dera
que meu rosto
fosse espelho
juro
que nessa terra
eu naufragava
pra sentir
o beijo
dessa imensidão
ao meus pés...!
(utopia das palavras)

Senhora Loirinha Má disse...

Não gosto do escuro
não gosto.
Não há divisas
não capto os contornos
e eu sou esteta
sofro com as deformidades involuntárias.

Estamos no oco
em segundo plano.
Somos coadjuvantes da idéia
focado está o azul rasgado
e eu sou ciumenta
sofro tanto quando não brilho.

Habitamos o profundo
estamos protegidos
ficamos escondidos
exposta está a cor esparramada
e eu sou poeta
enxergo a dor mesmo no escuro.

Big clash disse...

Sombra e luz
esconde e revela
ora o drama
por vezes a face serena
dialética trama barroca
às vezes lúcida,
às vezes louca.

Gorpo disse...

Alo Do Vale,

Pirata voltando pra encher seu saco.. hehehe

http://cafofozooso.blogspot.com/

Novo blog do Pirata

De uma olhada lá e me adicione aqui se for possível. Valeu? Mais uma vez obrigado.

Abraços