Platônico

Pintura: Sr. do Vale
2,50m x 1,50m

Platônico em sua intensidade nos faz perder certas coisas e ganhar outras...

Nos faz adentrar dentro de nós mesmos e nos perder em meio ao caos de algo que não foi...



Detalhe

Impossível não deixar de viajar, já que as nuances vão se transformar em desejos internos semelhantes às lavas que interrompe a terra para ejacular emoções.
_______________________________________
.
.
Gostaria de exemplificar minha paixão
Mas o platonismo dos meus versos
Afugentou você de mim

Queria mostrar o que não vejo
Regurgitar cantos de quimera
Ter pronto um desejo
E me aprender sozinho.

18 comentários:

Dona Sra. Urtigão disse...

Ai! Lá vou eu, a chata-da-mata tentando "entender" a arte.
"Platônico" - em que sentido, co trivial, ou em alguma linha dos pensamentos de Platão? Mas em qual? O idealismo? Ou será a utopia da Republica? Ou quem sabe não seria alguma mensagem de algum dos diálogos?
( Não basta ter apreciado o contraste das cores, dissolvidas e contidas nas formas equilibradas da pintura? Tem que exercer a chatice?)

Juan Moravagine Carneiro disse...

Platônico em sua intensidade nos faz perder certas coisas e ganhar outras...Nos faz adentrar dentro de nós mesmos e nos perder em meio ao caos de algo que não foi...

O "se" do Platônico pode ser mortal e belo como uma tela!


abraço

Noslen ed azuos disse...

Impossível não deixar de viajar, já que as nuance vão se transformar em desejos internos semelhantes às lavas que interrompe a terra para ejacular emoções.

Abraços
ns

Lai Paiva disse...

Hum, muito legal seu espaço. = )

Lara Amaral disse...

Sempre se superando, amigo! Parabéns por mais esse grandioso trabalho.

Beijos! Boa semana.

Laís D'Ponte disse...

Olá!!!!!!!!
Gostei por demais de seu espaço!
Cheio de arte!

Parabéns!!

Beijão, ótima semana!!!

tonhOliveira disse...



Vim bater um "plá"
filosofART sobre a tônica das cores...

"LAVA-se a alma!"
Sempre VALE, a pena SR.

Abraços!

Khalit Sabanur disse...

Entre tantos que filosofam, essa pequena alma metida a poeta, diz que...se sente em casa, quando perdida na tua arte

Beijo

Suh disse...

Olá! Primeiramente vim agradecer por ter passado no meu modesto espaço... rsrsr.. Volte sempre que quiser!

Nossa! Que blog diferente o seu! confesso que meu conhecimento sobre o tema do seu blog é limitado, porém o gosto pertence a todos... Digo que gostei muito da primeira pintura! PLATÔNICO... sem filosofar, nem tentar entender... apenas gostei...

Josi Puchalski disse...

São pinturas suas? São lindas. Belos textos.

Beijo

Raquel de Carvalho disse...

Eiiii... tem selinho pra vc lá meu meu blog>>

http://pensadoecontado.blogspot.com/

Beijoss

Tainã Steinmetz disse...

Essas pinturas são maravilhosas!!!

ju rigoni disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ju rigoni disse...

Blogger ju rigoni disse...

Sua arte é forte, intensa, belíssima. Mergulhos, viagens das quais não se quer voltar. Parabéns!

Bjs, obrigada por seguir-me. Bjs e inté!

Reflexo d Alma disse...

Ola Sr.
Passando...
pra matar saudades.
Bjins entre sonhos e delírios

"Simplesmente
Adeus sem lágrimas
Sem porquês só

Adeus "Reflexo d' Alma

Zélia Guardiano disse...

Simplesmente maravilhoso!!!
Parabéns!
Um abraço

Ucha disse...

Pinturas lindas, textos idem. Muito legal teu canto.

Liza Leal disse...

Q viagem!...
Sempre quis ter essa visão do "Platônico".

LIndo aqui!
=)