Nascente

Pintura : Sr. do Vale

no limiar do silêncio,
frente paleta de cheiros bem fortes
a nascente deslaça.
as paredes repintadas renascer.
recapitular-ser e paginar-ser repórter do coração
a transportar derreter das horas
nas famosas respostas tão almejadas.
o frio não acordar mais,
não sensação de estar morto.
quarto gosto de caráter maduro,
beber em gosto.
Canteiro Pessoal
http://pricaliga.blogspot.com/

16 comentários:

BIA disse...

Nascente de água...vida. Saudade do paraíso perdido...Éden...

Muito bela!

Abraço de peito aberto

BIA

SAM disse...

Belíssimo, Sr. do Vale!

Grande beijo

Anderson Meireles disse...

Fantástico!
Imagens mostram coisas que as palavras não dizem. É, as palavras não dizem tudo.
Fiz um post dedicado à uma amiga,
apareça quando quiser,
um abraço!

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

belo! Simplesmente belo

beto melodia disse...

sr do vale:
belíssimo trabalho em nascente.
meus parabéns.

abraços.

Crisfonseca disse...

Nossa, magnífico, as cores me levou para dentro da tela,sublime.
Fiz um desenho novo, va la quando vc puder.
Beijos,
Cris

Auréola Branca disse...

Olá...
Tudo bom?
Estou passando de malas prontas, para uma pequena viagem de férias. Prometo voltar em um piscar de olhos para acompanhar-te.

Gostaria que aceitastes o Prêmio que te oferto, e que encontra-se no meu blog. É de coração.

Até a volta.
Abraços.

Marcello L. a.k.a. Maddy Lee disse...

Fala, meu amigo!
A correria anda grande por aqui, essa combinação de volta às aulas + início de Olimpíadas + 'operação de guerra' para re-up links perdidos + todas as tarefas de casa, trabalho, esportes, etc, só de tentar descrever já fico atarantado. rsrsrsrs
Aposto que tens ouvido o Attila Kollár direto, não é? Acho que o som dele tem muito a ver contigo, espero que sirva de inspiração pra sua Arte.
Pensei em postar, futuramente, os discos do Lenine e uma coletânea bem eclética de músicas brasileiras que venho preparando há tempos, aí talvez eu consiga agradar Sr e Sra do Vale...
Agora deixa eu ir porque ainda não explorei suas últimas postagens.
Aquele abraço!
ML

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Ahhhhhh, não!
Essa nascente eu vou levar comigo, nem adianta reclamar!Rssss...Você falou em cogumelo e me lembrei do maior cogumelo do mundo, localizado numa floresta americana. Boa idéia, aliás, você é o menino das BOAS IDÉIAS!!!Bejssss

f@ disse...

Nascente magnifica ... mto mto bonito esse trabalho... cheio de simbologia de vida ... cor que me deixa assim sem palavras...
bj das nuvens

Canteiro Pessoal disse...

no limiar silêncio numa paleta de cheiros bem fortes, a nascente deslaça. as paredes repintadas para que se possa renascer, recapitular-se, repaginar-se. transporta até as famosas respostas tão almejadas, em que o frio não acorda mais, e já não há sensação de estar deitado ao lado de um morto. e com gosto de caráter maduro, bebe-ses em gosto.

Abraços

Priscila Cáliga

Canteiro Pessoal disse...

no limiar do silêncio,
frente paleta de cheiros bem fortes
a nascente deslaça.
as paredes repintadas renascer.
recapitular-se
repaginar-se
repórter do coração
a transportar derreter das horas
nas famosas respostas tão almejadas.
o frio não acordar mais,
não sensação de estar morto.
quarto gosto de caráter maduro,
beber em gosto.

http://pricaliga.blogspot.com/

Agora escrito oficial.

Amei a tela.

Priscila Cáliga

M.PAUMARCH disse...

Quin sallent més bonic!
Una dona d'aigua!
Molt delicat.

Salutacions, Joâo.

Salvador, o catalâo.

M.PAUMARCH disse...

Quin sallent més bonic!
Una dona d'aigua!
Molt delicat.

Salutacions, Joâo.

Salvador, o catalâo.

Valéria Sorohan disse...

Fonte de vida.

BeijooO ♥

Dona Sra. Urtigão disse...

As vezes paro de comentar, porque faltam palavras, sem uma repetição exaustiva.
"Mas caara! PÔ!Isso é demais!!!!!!!!!!(Quero dizer: essa.) ( hshshs)
Já que me atrevi a brincar, atrevo-me mais, a perguntar.
Sempre quiz saber e tenho vergonha de perguntar: esses trabalhos voce imprime ou ficam só na tela do pc?
Se imprime, qual o tamanho possivel? Voce vende esses trabalhos? A base é alguma foto ou só da imaginação?
Um grande abraço!!!!