Prometeu

Pintura: Sr. do Vale



A Prometeu e seu irmão Epimeteu foi dada a tarefa de criar os homens e todos os animais.



Epimeteu encarregou-se da obra e Prometeu de supervisioná-la depois de pronta, assim Epimeteu atribuiu a cada animal seus dons variados, de coragem, força, rapidez, sagacidade; asas a um, garras a outro, uma carapaça protegendo um terceiro, etc.



Porém, quando chegou a vez do homem, que deveria ser superior a todos os animais, Epimeteu gastara todos os recursos, assim, recorre a seu irmão Prometeu que com a ajuda de Minerva roubou o fogo que assegurou a superioridade dos homens sobre os outros animais.



Todavia o fogo era exclusivo dos deuses. Como castigo a Prometeu, Zeus ordenou a Hefesto acorrentá-lo ao cume do monte Cáucaso, onde todos os dias um abutre ia dilacerar o seu fígado que, por ser Prometeu imortal, regenerava-se.

(Texto da Mitologia Grega retirado da Wikipédia)



Prometeu acorrentado
À montanha
Pagando pelo pecado
Do fogo roubado
Pena tamanha
Ao corpo que apanha
Tendo o fígado devorado

Por ter as divindades encolerizado
O titã
Que num afã
Entregou a chama
O bem mais sagrado

Agora recebe o abutre
Fato consumado
Que dele se nutre
Pelo crime passado
Pelo fogo dado...

8 comentários:

Noslen ed azuos disse...

Bela imagem Sr. Do Valle, neste foste longe em!, Grécia antiga, cheia de histórias e personagem para delírios criativos; esta sua imagem é a prova.



E Prometeu mexeu com fogo e se queimou; existe muito simbolismo na mitologia, eu mesmo tenho uma história sobre esta passagem: Prometeu roubou dos deuses o licor das ninfas e através desde composto produziu a cachaça que começou a comercializá-la e conseguintemente profana-lá mexendo com as iras dos Deuses; como castigo virou cachaceiro vivenciando ‘fogos’ fenomenais e por ser imortal seu fígado foi um dos quitutes mais saborosos da Grécia antiga. Claro!, saboroso para os urubus.

Que deuses me perdoe!
ns

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Você é o mágico das cores.Aqui se respira magia.
estou em um momento da minha vida feliz de mais. Apareça no meu blog e veja porque.
beijos.

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Gostei muito do Prometeu.
Sr. do Vale:
Dado que estou vivendo no limite do insuportável e não sei onde vai dar isso, para não deixar o meu Blog às mocas, estou fazendo pequenas postagens, em geral imagens de filmes e poemas relacionados que eu traduzo. Quero que vá ver, mas esta é a última vez que chamo. As pessoas tê de ir espontaneamente.
Um beijo,
Renata

Carmello Café disse...

Prometeu, Prometeu, antes teu fígado do que o meu... rsrsrsrs

Acho que os espíritos estão te tomando e você os interpreta através de pinturas ciberneticamente psicografadas, impressurrealisticamente falando, porque as várias variadas influências vão se revelando por sí só, a partir do primeiro e inconsciente traço, trazendo você à tona e colocando nossas cabeças nas nuvens.
Retiro o que tinha dito há já algum tempo, nada de fase azul, vermelha, o escambau, a sua fase é de prolífica produção, sempre inspiradíssima.

Tô voltando, tô voltando, aos poucos, mas tô voltando...

Vais entrar de férias? Melhor fazer um seguro... rsrsrsrsrsrsrsrs

Abração, meu amigo, e até!

Salve Jorge disse...

Prometeu acorrentado
À montanha
Pagando pelo pecado
Do fogo roubado
Pena tamanha
Ao corpo que apanha
Tendo o fígado devorado
Por ter as divindades encolerizado
O titã
Que num afã
Entregou a chama
O bem mais sagrado
Agora recebe o abutre
Fato consumado
Que dele se nutre
Pelo crime passado
Pelo fogo dado...

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Querido sr do vale, lhe peço que apareça no meu blog e compartilhe comigo este momento feliz da minha vida e da vida de Marcelo;
beijos cheios de luz

Cultura Malcriada - disse...

E aí Mister!

Rapaz... este seu trabalho é um dos melhores que eu já vi. Gostei mesmo!!!

FaloU!

f@ disse...

Vim ver a ilustração de Prometeu nas suas magníficas elucidativas cores... que tb são símbolo dessa mística de "fogo" que tem o teu traço...
beijinhos das nuvens