Itinerante


Pintura: Sr. do Vale

Andar sem medir os passos
Não ter barreiras
Nem rumo a seguir

Andar sobre todos os grãos de areia deste Universo
Percorrer mundos
Como percorrem as nuvens
Sem paralelos
Nem discrepância

Andar
Como quem vai
E nem pensa em voltar

Mesmo que o caminho
Não leve a lugar algum

Simplesmente ir
Nas dimensões que só a morte pode revelar
Mesmo que tudo esteja fotografado
Na mente desta vida
Itinerante

(IOANES NULLIUS)

Um comentário:

Palhastro disse...

Sr. do Vale, propagandeie, por favor, aqui, o meu blog Alcalóides Literários: www.alcaloideliterario.blogspot.com

Aco que ele tem coisas simpatizantes com este seu.