Sintonia

Desenho: Sr. do Vale

Com os olhos presos no mar
A tarde se desfazia
E na transparência das ondas
As horas não existiam

Me estremecia um desejo
Na noite que invadia
E os brilhos ausentes de estrelas
Nos corpos se refletiam

Estrelas de uma noite
Noite do mais longo dia

A cada vez que a olhava
Meu interior mais tremia

Era os desejos de um sonho
Na sintonia da vida

4 comentários:

Anônimo disse...

Gostaria de te pedir permissão de viajar pela sua imaginação e nela extrair os sentidos que não conheci, meu amigo.Nelsons.

Sr do Vale disse...

Nelsons, é um prazer compartilhar os sentidos destas viagens, e ir além.

Anônimo disse...

Beautiful art and I am sure beautiful poetry, but I do not have an understanding of the Spanish Language.

Celso disse...

Yés maluko...belê???...Tava ouvindo Porcupine Tree e entrqndo no seu blog..........desandei...Porém pra mim...a poesia não me afeta tanto quanto a música....desculpe...sei que a poesia também é música...mas eu tô ainda meiki fora dessa coisa de poesia....mas eu pensei nisso que segue e gostaria de um comentário:

ENERGIA